Ensolarar (sunning)

Atualizado: há 2 dias




Nossos olhos precisam da escuridão para estimular as células da visão periférica e para relaxar o nervo ótico, as células da visão central e músculos (entre eles o músculo ao redor da pupila). Mas, também necessitam da luz natural, a qual estimula as células da visão central e o nervo ótico, proporciona contração da pupila, melhora a circulação ocular. E é aí que entra o sunning, ensolarar!!! Também um poderoso exercício para os olhos.



Este é um conceito simples. Toda parte do corpo tem sua função. Os olhos foram criados para ver e a luz é que permite a visão. Mas, qualquer parte do nosso organismo também precisa relaxar. No caso do olho seria o contrário da luz, ou seja, a escuridão. E é preciso o equilíbrio da luz e escuridão nos olhos. Por esta razão o palming e sunning costumam ser feitos juntos.




Mas, o que é a pupila?


Pupila ou Menina dos olhos é o orifício escuro no meio do olho por onde a luz penetra e permite regular a quantidade de luz que penetra no olho. Funciona como o diafragma em uma câmera fotográfica. Quando você está em um ambiente escuro o orifício abre para captar mais luz e você pode enxergar, diante da luz forte ele fecha para diminuir a quantidade de luz que penetra no olho. O que controla a abertura e fechamento da pupila são os músculos que estão ao seu redor. A pessoa que trabalha em local fechado com luz artificial, diminui a contração da pupila e essa enrijece, por isto que os olhos ficam mais sensíveis ao sair no sol, pois a pupila não fecha o suficiente para diminuir a luz que penetra nos olhos. Pessoa que usa muito óculos escuro também acontece o mesmo. Fazer sunning e o palming ajuda recuperar a flexibilidade da musculatura da pupila



Como fazer o Sunning?




Retire os óculos ou a lente de


contato caso você use.


FECHE os olhos. Isto é muito


importante este exercício tem que


ser feito com os OLHOS FECHADOS,


mas sem apertar, fechados com


suavidade, sem tensão. Incline seu


rosto em direção ao sol.








Movimente a cabeça


devagar e sem esforço


virando para direita

mantendo os olhos


fechados.












Depois para esquerda (como


estivesse falando não com a


cabeça), sempre com os


olhos fechados, o rosto


direcionado para o sol e


movimento continuo.








Caso o movimento da sua cabeça para o lado for diminuído, apenas leve ligeiramente à frente o ombro contrário ao lado para o qual sua cabeça vira. Isso compensará a falta de amplitude. Enquanto faz girar a cabeça para os lados, sinta se você tensiona os músculos ao redor dos olhos e relaxe-os. Observe a intensidade da luz que passa através da pálpebras fechadas e a cor desta luz, assim como, o calor que penetra nos olhos fechados ajudando dissolver a tensão e aquece até o fundo dos olhos. Se você ver a cor verde significa que está forçando seus olhos, e deve interromper o sunning e fazer o palming.



IMPORTANTE:

- Não fazer o sunning através do vidro, pois ele intensifica muito a luz solar e prejudica os olhos

- Não fazer caso tenha uma inflamação na vista (como por ex. uveíte e conjuntivite)



E a quantidade de tempo?


Pode fazer o sunning junto com o palming 2 vezes ao dia, de manhã antes das 10:00 e a tarde depois das 16:00, durante 10 min, alternando 2 min de sunning e 2 min de palming, inicia e termina com palming. Também pode fazer o sunning sozinho durante 5 min em algum outro momento ao dia, mas em seguida faça o palming até enxergar tudo escuro. Caso seus olhos sejam sensíveis a luz solar, comece praticando aos poucos.


Muita luz para você,

Márcia Alves de Siqueira

Terapeuta Ocupacional / Terapeuta da Mão

Instrutora e educadora Self-Healing

Especializada em Fisiologia e Biomecânica do Exercício




184 visualizações

Márcia Alves de Siqueira

R. Natingui, 154 / V. Madalena

São Paulo - SP

Cel: +55(11)99941-1166

contato@self-healingterapias.com.br

© 2017 porSelf-Healing Terapias